Cadastre-se e receba em seu e-mail o Informativo Ouvir Faz Bem
Comportamento Últimas notícias O que é... Como funciona? Minha história Pergunte ao Especialista
 
 
Barotrauma pode atrapalhar viagem
Saiba como prevenir ou aliviar aquela dor de ouvido durante um voo ou ao descer uma serra
Compartilhar:
24/10/2011

Você está descendo a serra em direção à praia, quando uma dor de ouvido de repente aparece e interfere no prazer de sua viagem. Essa sensação ruim, que também pode acontecer por meio da impressão de “ouvido tampado”, tem nome e pode ser evitada ou amenizada com simples gestos. O barotrauma é uma lesão causada quando há alterações bruscas na pressão e no volume dentro do ouvido em decorrência da mudança da pressão atmosférica, ou seja, quando você desce ou sobe longas altitudes rapidamente.

“A disfunção da tuba auditiva, canal que comunica o ouvido médio com o nariz, ocorre geralmente quando estamos resfriados ou simplesmente com o nariz entupido e viajamos de avião”, explica a médica Tatiana Guthierre, do setor de otorrinolaringologia do Hospital Regional da Asa Sul, em Brasília. A doutora acrescenta que durante o mergulho a dor pode acontecer também quando não é possível equalizar as pressões entre o meio externo (mar ou piscina) e o interno (ouvido).

Para entender melhor, basta imaginar o tímpano como um pandeiro que, para vibrar, precisa ter a mesma pressão dos dois lados. Quando uma pessoa desce uma Serra, essa pressão vai crescendo fora de modo que o ar empurra o “couro” para dentro, diminuindo a pressão interna. A sensação é de um estalo, que algumas vezes vem acompanhado de dor.

Em situações muito extremas, pode causar otite, podendo até perfurar o tímpano. O mesmo pode ocorrer durante o pouso de um avião especialmente se houver congestão nasal, pois quando a pessoa tem uma secreção, resfriado ou uma simples alergia, o sistema do ouvido pode não funcionar bem e causar esse incômodo.

O movimento inverso no ouvido também pode acontecer na decolagem de um voo ou então durante uma subida de altitude brusca, quando a pressão externa diminui e a interna do ouvido aumenta. “Dentro do ouvido se a gente não engolir fica um cavidade cheia de ar”, acrescenta o Dr. Paulo Emmanuel Riskalla, otorrinolaringologista e professor da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo).

Para ajudar aqueles que viajam frequentemente, especialmente os que precisam pegar estrada ou voos a trabalho, o Dr. Riskalla deu algumas dicas ao Ouvir Faz Bem para amenizar o incômodo do barotrama:

1 - Fazer o movimento de “engolir” com a boca
2 - Mascar chiclete
3 - Tomar pequenos goles de líquido
4 - Tratar a causa da obstrução nasal com um vasoconstritor (espécie de descongestionante)
5 - Pessoas que usam aparelho de surdez podem tirá-lo por 5 segundos até que a pressão se estabilize dentro e fora do ouvido.

 

Compartilhar:
Comentar
 
16/09/2013 | jose edilson dos santos, de simão dias sergipe comentou:
deveria ter uma cartilha nos aeroporto com essas obsevaçoes, previa se tem não tenho conhecimento fiz uma vigem internacional e sofrir, o jeito foi mascar
17/08/2013 | Marisa, de São Caetano do Sul comentou:
Muito interessante mesmo as informações contidas aqui. Só que para mim, as informações chegaram tarde demais. Fiz uma viagem Aérea há 9 meses e desde então, estou sofrendo com meu ouvido esquerdo. Pelas descrições dos sintomas, foi isso que aconteceu com meu ouvido.tenho dores, zumbido, sensação de ouvido tampado. Meu ouvido não equaliza a pressão desde então. Já fui a 3 otorrinos diferentes d nenhum ve nada de errado no meu ouvido. Fico me sentindo uma hipocondríaca maluca. O fato é que vou viajar daqui uns dias e nao sei se o vôo pode prejudicar mais ainda o meu problema. Faz 8 meses que estou com o ouvido assim e estou enlouquecendo.
07/06/2013 | Albespyerry, de Jataboão dos Guararapes comentou:
Analisando as informações do texto, dá pra fazer várias co-relações com coisas que acontecem no meu dia a dia, principalmente quando estou com congestão nasal. É horrível a sensação quando estou descendo a Serra das Russas (Local bastante conhecido em PE), a caminho de Recife! Realmente eu sinto esses estalos no ouvido, sempre fico fazendo o movimento de engolir pra passar, mas com essas informações tenho mais opções, talvez no meu caso sejam mais interessantes. Muito bem escrito o texto, parabéns!
30/05/2013 | Aurejane Candido de Lorena, de Jaboatão dos Guararapes comentou:
Muitas pessoas têm duvidas sobre este assunto. Por isto é importante divulgar estas informações, tentarei repassa las as pessoas de meu convívio. Na minha ultima viagem aérea mesmo mascando chicletes na decolagem e no pouso, fiquei ouvindo um zumbido. E tive a sensação de ouvido tapado ou oco por algumas horas, depois passou. Agora esta tudo bem, mas, mesmo sabendo que isso poderia ocorrer tive medo de ficar com sequelas, foi um alivio quando tudo voltou ao normal. Imaginem como se sente quem não tem acesso as essas informações previamente!
25/05/2013 | Rosangela Maria, de Recife-PE comentou:
Esta assunto e de muita importância porque ele nos ensinar como: Prevenir - de uma lesao causa da pelos transtorno de uma viagem de aviaõ, sendo atraves gestos simples.
 
 
 
 
Como funciona?
 
 
 
 
© 2010 Audibel Quem somos | Audibel | Projeto Passe Adiante | Sala de Imprensa | Termos e condições de uso | Política de privacidade | Contato | Créditos
 
 
Mapa do site
Faz bem seguir:
facebook orkut twitter